Google+ Followers

domingo, 3 de setembro de 2017

A história da impressão digital

Escrito por Tara Hornor Traduzido por Vanessa Figueiredo
A história da impressão digital

A história da impressão digital é recente (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)
A impressão digital transformou o mundo impresso tornando possível a impressão rápida e em alta qualidade. A história da impressão digital é muito pequena, se comparada com a da impressão em geral, pois a impressão digital surgiu no final do século 20. Mas, a impressão digital evoluiu rapidamente e se tornou um dos métodos mais comuns de impressão para empresas e indivíduos.

A história da prensa de impressão

A primeira prensa mecânica de impressão foi inventada por Johannes Gutenberg em 1439. Essa prensa inaugurou a era da impressão quando livros puderam ser produzidos em grandes quantidades, sendo disponibilizados para o indivíduo comum, pois eram muito mais baratos de serem feitos do que os anteriores. Mais tarde, as prensas elétricas foram inventadas o que tornou ainda mais fácil a impressão de itens.

O início da impressão digital

As prensas de impressão digital começaram a ser usadas em 1993. A ideia de uma prensa digital começou com o desenvolvimento do computador. A evolução da impressão digital é de certa forma complicado, mas a Xerox teve uma grande participação nisso. Diferente dos outros métodos de impressão, as prensas digitais podiam imprimir uma imagem diferente em cada folha, ao passo que os outros tipos de impressão envolviam chapas que eram usadas continuamente.

Como a impressão digital funciona
Com as prensas de impressão digital, uma imagem é inserida em um computador podendo ser transferida para uma variedade de superfícies, incluindo papel fotográfico, papel couchê, vinil e filme. A impressora digital usa máquinas de impressão à seco, como impressoras grandes jato de tinta e impressoras térmicas. A impressão digital é geralmente usada para trabalhos menores e para a impressão personalizada.

Influência sobre outros métodos de impressão
As prensas de impressão digital não possuem manivelas, engrenagens ou banhos de óleo, gerando muito menos gastos do que os outros métodos de impressão. Desde o surgimento da impressão digital, as outras máquinas de impressão, como impressoras off-set, também evoluíram e são atualmente mais fáceis de operar, com menos engrenagens e manivelas, em uma tentativa de competir com a impressão digital.

Novas possibilidades das prensas digitais

Atualmente, as prensas para impressão digital podem ser ligadas à uma rede para imprimir imagens enviadas de qualquer lugar do mundo. Os computadores nessas prensas podem também produzir uma imagem, fornecendo uma prévia de como um livro ou libreto ficará quando for finalizado. À medida que os avanços tecnológicos são feitos, a impressão digital continuará a ver, nos próximos anos, aprimoramentos incríveis em eficiência.

Fonte:http://www.ehow.com.br

sábado, 29 de julho de 2017

Como resolver os problemas mais comuns com impressoras

Tudo acontece quando você menos espera
Quem possui uma impressora, ou já teve a oportunidade de manejar uma por algum tempo, certamente já se deparou com problemas “misteriosos”. Muitas vezes, mesmo aparentando não terem solução, subitamente eles eram resolvidos sem explicações – ou então, surgia alguém que sabia como proceder com o problema. A partir de hoje, você será a pessoa capaz de acudir seus amigos com problemas de impressão: eis abaixo como resolver a maioria deles!
Poucos problemas, muitas repercussões
Os problemas mais comuns entre os usuários de impressoras são, na verdade, relativamente poucos. Entretanto, por vezes costumam aparecer em contextos diferentes, dando a impressão de haver vários problemas quando tudo é causado pelo mesmo motivo. Praticamente, eles se resumem em: fila de impressão empacada, papel preso e manchas de tinta.
Fila de impressão
Você solicita a impressão daquele trabalho enorme que já deveria ter entregado há vários dias e vai para a cozinha preparar um café. Ao voltar, você percebe que nenhuma página foi impressa durante os cinco minutos que esteve fora. Qual o problema?
Uma razão possível é você ter se esquecido de colocar papel para imprimir – sim, parece bobo, mas pode acontecer durante um momento de distração. Por outro lado, mesmo havendo papel, talvez sua impressora esteja configurada para utilizar um tipo de papel específico, impedindo que seu trabalho fique pronto enquanto isso não for alterado.
Não sendo a falta de papel o problema, talvez o documento enviado seja pesado demais – como arquivos escaneados em PDF. Nesse caso, a fila de impressão pode travar, impedindo qualquer outro documento ocupando lugar posterior na fila seja impresso. Para resolver o problema, basta encerrar o processo “spooler” (descubra como neste artigo).
Não sai!
Papel preso
A ordem de impressão foi dada, você volta a usar o computador normalmente. De repente, ouve-se um barulho de papel amassado. “Oh não”, você pensa. Sim, provavelmente o papel ficou preso na impressora – ou então, alguém está amassando papel ao seu lado.
Para resolver o papel preso não há segredo, basta puxá-lo do lado em que ele sai no fim da impressão. Entretanto, é preciso tomar algumas precauções para não ter mais problemas depois. Primeiramente, desligue a impressora: você definitivamente não quer provocar um curto-circuito e perder o aparelho.
Então, abra todas as comportas que estejam no caminho do papel – assim nenhum pedaço dele ficará para trás. Finalmente, feche tudo o que foi aberto, coloque papel seco na bandeja e ligue-a novamente. Ainda outra razão para a impressão não acontecer é o excesso de sujeira: limpar suas engrenagens e outras partes mecânicas a cada período de seis meses a um ano é o ideal.
Um problema que não é exatamente relacionado a papel preso – mas evita a impressão do mesmo jeito – é quando a impressora que você acabou de instalar resolve não imprimir. Se você está certo de ter feito tudo corretamente, experimente ir ao site da fabricante e baixar o driver mais recente dela.
Até aqui sem problemas
Problemas relacionados à tinta
Depois de meses sem usar a impressora você resolve imprimir um artigo do Baixaki para ler durante o intervalo entre suas aulas. Sem saber a razão, você percebe que as folhas saíram em branco, ou então, borradas. O problema aqui é o tempo sem usá-la: isso ressecou a tinta, obstruindo sua saída. Para resolver, use uma toalha de papel levemente umedecida até a tinta seca sair.
Já tentou imprimir uma imagem em papel fotográfico? Pois bem, saiba que um dos lados dessa folha não absorve a tinta, ou seja, colocar a folha virada para o lado errado é problema garantido! Caso isso aconteça, tente cancelar a impressão. Se não houver como, jogue a folha fora – tomando cuidado para a tinta não escorrer do papel.
Agora, suponha que você está trocando o toner e o derruba sobre a mesa. Nesse caso, limpe imediatamente o local – use somente produtos de limpeza e evite cheirar o toner. Caso a superfície seja lisa, use uma toalha de papel ou um pano especial para essa função (ele atrai estaticamente o pó da tinta), depois jogue fora em uma sacola plástica. Além disso, não use aspirador de pó para limpar, pois ele espalhará a sujeira se não tiver sido fabricado para isso.
Tudo acontece quando você menos espera
Caso durante o processo você suje suas mãos, simplesmente as lave com água morna e sabão (esfregue bem). Já se você acabou piorando o estrago e derrubou a tinta sobre o tapete ou sobre a camisa, a solução é a mesma usada para limpar suas mãos. Contudo, faça somente movimentos verticais enquanto esfrega, pois desenhar círculos espalha a tinta ainda mais.
Por último, se a tinta caiu dentro da impressora durante uma troca de toner, desligue-a e use um pano sem felpas e umedecido com álcool para limpar a sujeira. Quando achar ter completado a limpeza, faça um teste de impressão para procurar manchas de tinta na folha – repita o processo até conseguir limpar, porém seja cuidadoso para não quebrar nenhuma peça delicada da impressora.
Fonte: www.tecmundo.com.br